segunda-feira, 24 de maio de 2010

Atividade – Código Florestal



Na expectativa de mais um fim de semana de atividade, acordei cedo neste sábado, dia 22 de maio, e me dirigi ao Parque Villa Lobos. Saindo do extremo da zona sul, das margens da represa de Guarapiranga rumei à zona oeste, a fim de pôr em prática toda a minha ideologia e o meu amor a causa. A caminho do parque, recebi uma mensagem em meu celular da coordenadora Rosi, tão engajada, determinada e animada, como de costume e o que me animou ainda mais. Com o briefing na ponta da língua me encontrei com meus irmãos e irmãs de voluntariado.

Um belo dia de outono nos aguardava, com sol lindo irradiando energias positivas, um céu de brigadeiro e um friozinho agradável, tudo caminhava para mais uma atividade de sucesso, de puro engajamento público e com muitas assinaturas em nossa petição sobre o Código Florestal.

O voluntário Marcelo Araújo e já tradicional Kombi da logística, nos aguardava com o material a ser usado, que ia desde a tenda até os informes impressos. Ajudamos a descarregá-los e começamos a montar toda estrutura da atividade. Tudo pronto, comunicação visual (faixas e back-drop) instalada na tenda e briefing feito pela Rosi, começamos a trabalhar.

“Voluntas” e Diálogo Direto (DD´s) trabalhando juntos, com o discurso afinado, renderam muitas assinaturas e várias filiações. As pessoas abordadas, em sua maioria muito simpáticas, nos escutavam e assinavam a petição. E quem não quer proteger as nossas florestas e manter nosso código florestal?

As fantasias, de “árvore” e de “homem-motosserra”, fizeram um enorme sucesso, principalmente com as crianças, claro. Com a performance impecável daqueles que as vestiram, a ilustrar tudo aquilo
que estávamos explicando.


A Karen, nossa voluntária mais teatral, ao se vestir de ´´mulher-motosserra´´, se superou e deu uma injeção de ânimo em todos à sua volta, no meio da tarde ela ainda tinha a mesma disposição de quando chegamos pela manhã. Ela gritava, ligava a motosserra e saía correndo atrás dos´´voluntários-árvores´´, além de divertir o público do parque, que passava em frente à nossa tenda.

Não posso esquecer de citar a honra e satisfação de ter nossos diretores, Marcelo Furtado e Sérgio Leitão, participando junto conosco e revivendo o voluntariado, literalmente. Foi emocionante vê-los coletando assinaturas, conversando com as pessoas, como um de nós. No final das contas somos todos iguais, voluntários apaixonados pela causa. Aproveitei para ficar ao lado deles em algumas abordagens, pois é sempre muito bom ouvirmos “as vozes da experiência” no trabalho de campo com o público, com o cidadão.

No final da atividade, trabalho feito e bem realizado, desmontamos e armazenamos todo o material para o dia seguinte. O cansaço não nos tirou a satisfação - sem igual e que não tem preço - da alegria de ter realizado o bem, de ter engajado mais cidadãos e de ter, talvez, inspirado algumas mudanças de atitude, da qual tanto lutamos.


Nada é mais forte do que o coração de um voluntário.


Júnior Warne
Voluntário – Grupo São Paulo

4 comentários:

Rosi disse...

uhuuuuu

Foi um final de semana muito legal!!

Parabéns a todos os voluntas envolvidos, vocês são 1001.

Vamos que vamos a mobilização continua, neste final de semana tem mais.

Beijos

karen francis disse...

hehehe!!!! causando no parque! amo muito tudo isso! valeu queridos!!!! foi um dia super divertido... amei ser a Mulher Moto Serra... quer dizer, claro que é por essa boa causa! A reação das crianças foi o que mais me surpreendeu... elas são simplesmente magníficas! :D

Rafa Fernandes disse...

Também adorei ser o Homem Motoserra!! Hahahaha!! Muito bom mesmo!!

Vânia disse...

Parabéns queridos!!
Karen, você foi ótima!
Nunão, excelente matéria!!
Rosi, só vc pra deixar esse grupo tão unido e produtivo!
Beijos